terça-feira, 10 de janeiro de 2017

Quanto seria o gasto total de uma viagem a Bariloche no próximo inverno?



A publicação de hoje é mais longa do que o normal e só de ver o tamanho dá preguiça de ler, mas estou segura se você chegar até o final estará se informando de algo que seguramente te interessa muito se você estiver organizando uma viagem a Bariloche. Creio que a pergunta no título da postagem de hoje talvez seja a mais feita por um turista brasileiro que pretende visitar a cidade, digo isso baseado nestes anos de experiência em responder diariamente a muitas consultas por email. Algumas pessoas a quem já respondi sobre quanto devem trazer a Bariloche para gastar por dia, devem saber que eu não gosto de estipular um valor exato porque o mesmo varia devido a vários fatores, sem contar à inflação que temos na Argentina e a instabilidade do peso argentino, que também dificultam estipular gastos. Por exemplo, se você foi a Paris há cinco anos e tomou um cafezinho que custou 1 euro, provavelmente anos depois voltará e este mesmo cafezinho continuará custando 1 euro. Isso não ocorre na Argentina, se há 5 anos atrás um cafezinho em uma confeitaria custava uns 8 pesos, hoje em dia está valendo entre 30 e 40 pesos. O mesmo acontece com as tarifas dos passeios que a cada ano sofrem dois reajustes devido à inflação. Esta é uma das razões pelas quais as tarifas dos passeios não são divulgadas com tanta antecedência, todos os prestadores de serviços para não sofrer perdas, esperam para ir vendo o que irá acontecendo com a economia até chegar mais próximo da temporada.

Apesar de todos os motivos acima e da dificuldade de estipular gastos a futuro na Argentina, resolvi tentar responder esta pergunta com mais precisão porque sei da importância dela para os turistas que estão planejando viajar a Bariloche. Para isso, vou dar uma de economista (já aviso que falta talento para isso, rsss) e queimar um pouco os meus neurônios (os meus leitores merecem!) para tentar calcular esta estimativa de gasto para a temporada de inverno de 2017. Vou me basear nos valores do inverno ano passado (2016), nas tarifas atuais dos passeios tradicionais (ver tarifas aqui) e nos valores médios e atuais do comércio, restaurantes e irei somar 20 % a mais devido à inflação na Argentina e ao possível aumento dos valores a partir de 1° de julho 2017. Vou exemplificar a estimativa de gastos dos passeios com um roteiro bem bacana de inverno para quem terá 6 dias completos ou 7 noites na cidade, que é o tempo da maioria dos pacotes vendidos a Bariloche. Desta forma já aproveitamos e respondemos outra das perguntas mais feitas pelas pessoas que me escrevem: Qual roteiro você me recomenda para fazer em Bariloche no inverno?  É claro que tem outras opções interessantes para diferentes perfis, conheça outros roteiros interessantes que estão no blog clicando aqui.

Então, chega de blá blá blá  e vamos ao que interessa, abaixo calculei passo a passo uma estimativa de gastos por dia em Bariloche para o próximo inverno (passeios, restaurantes, roupa de neve e gastinhos menores) e quanto custaria em média um pacote (aéreo + hotel). Vamos considerar que o turista realize um roteiro bem completo de 6 dias de passeios e atividades em Bariloche e que contratou um pacote de 7 noites para viajar na alta temporada inverno, seja em julho ou agosto (AR$ = pesos):



Estimativa de gastos de passeios:



Valor da Noche Nordica no inverno passado: AR$ 2900

Dia 2: dia de ski ou snow no Cerro Catedral fazendo aula coletiva para principiantes:
Valor do pacote promocional da aula coletiva de ski com passe de ski para pista de principiante e transfer gratuito saindo do centro: AR$ 1350

Dia 3: ski bunda em Piedras Blancas:
Tarifa do ski bunda em Piedras Blancas no inverno passado, com transfer de ida e volta ao parque: AR$ 820

Dia 4: Caminhada a Lagoa Congelada:
Tarifa normal alta temporada:  AR$ 1850

Dia 5: Villa La Angostura e Cerro Bayo
Tarifa atual do passeio Tronador, este passeio tem a mesma tarifa da Villa La Angostura e Cerro Bayo no inverno + teleférico Cerro Bayo no inverno passado: AR$ 850 + AR$ 440 = AR$ 1290

Dia 6: Navegação a Isla Victoria e Bosque de Arrayanes
Tarifa atual da navegação, incluindo transfer de ida e volta ao porto e taxas extras: AR$ 1290

Cálculo geral dos passeios: 525 + 2900 + 1350 + 820 + 1850 + 1290 + 1290 = AR$ 10.025 : 6 dias = AR$ 1670 por dia

Estimativa de gastos de restaurantes:


Quanto uma pessoa gasta atualmente em média em uma refeição em um restaurante em Bariloche: AR$ 350, ou seja, AR$ 350 x 2 (almoço e jantar) = AR$ 700 por dia 


Ex: Restaurante Boliche de Alberto de carne: Um casal gasta em um jantar em média uns 700 pesos atualmente (350 pesos por pessoa), alguns valores: 1 porção de “bife de chorizo” (serve a 2 pessoas) custa 300 pesos, 1 garrafa de um vinho razoável custa em média uns 260 pesos, uma salada ou pure 100 pesos, 1 garrafa de água mineral 40 pesos.



 Estimativa de gastos de roupa de neve:


Quanto uma pessoa gastou em média no aluguel da roupa impermeável no inverno passado: AR$ 200 por dia (alugando por mais de 3 dias)

Obs: Foi possível encontrar alugueis de roupa mais baratos na temporada do ano passado, tipo 150 pesos a diária e também valores mais altos, tipo 350 pesos. Obviamente, se você deseja uma roupa de certa qualidade e mais nova, dificilmente pagará o valor mais barato.



Estimativa de gastos de comprinhas:



Quanto custa atualmente em média 1 kilo de chocolate artesanal nas principais lojas: AR$ 500

Quanto custa em média uma garrafa de um vinho razoável no supermercado: AR$ 150 

Quanto custa em média 1 Kg de doce de leite: AR$ 150

Quanto custa em média uma caixa com 6 alfajores: AR$ 150

Estimativa de gastos de comprinhas (bem por baixo): AR$ 1000 : 6 dias = AR$ 160 por dia



Pacotes de 7 noites a Bariloche (aéreo + hotel)

Foto: Aeropuertos.Net


Vamos supor que um pacote que inclua passagem aérea e hotel a Bariloche (7 noites) deveria estar oscilando entre 4000 e 9000 reais, neste caso um pacote que inclua um hotel de categoria média,  deveria estar custando uns 6000 reais. 

Sem dúvidas vale a pena contratar um seguro viagem, que deve estar custando entre 60 e 100 reais, é realmente importante viajar com um seguro por mais que a chance de usá-lo seja muito baixa, não economize com isso ainda mais se você irá praticar atividades na neve. Muitos pacotes já incluem algum seguro, o tour circuito chico e/ou Cerro Catedral e transfer de aeroporto, mas recomendo que perguntem ao seu agente de viagens no Brasil quanto realmente custa cada um destes  serviços para saber se compensa incluir no pacote ou somente comprar a passagem aérea e o hotel.



Considerações finais sobre os gastos:

Então, se somamos os gastos diários e agregamos mais 20 % (que especulamos que seja o aumento devido à inflação até julho de 2017), a minha conta ficaria assim:

1670 (passeios) + 700 (restaurantes) + 200 (roupa impermeável) + 160 (pequenas comprinhas) = AR$ 2730 + 20 % (inflação) = AR$ 3267 , se consideramos que no câmbio atual do Banco Nacion 1 real = 5,50 pesos, 3267 pesos equivalem a 594 reais, arredondando, passamos para R$ 600. 

Podemos dizer que um turista brasileiro que viajará a Bariloche na alta temporada de inverno deste ano (2017) gastaria  R$ 600 por dia em Bariloche aproveitando bem, comendo nos principais restaurantes e ocupando todos os dias com os passeios, com direito até a fazer a Noche Nordica, um dos passeios mais caros do inverno.

Agora temos que considerar que não é possível determinar só um valor, porque cada pessoa se organiza de uma maneira: Se irá ocupar ou não todos os dias com passeios, se irá ou não fazer a Noche Nordica, se irá ou não esquiar, em quais restaurantes irá comer, se irá comprar roupas ou acessórios de frio ou já viajará com tudo, se irá ou não comprar chocolate para toda a família, qual a qualidade da roupa que alugará, se terá ou não  gastos extras com transporte, enfim, a flexibilidade de gastos é enorme. Fora a temporada de inverno obviamente estes gastos diminuem, principalmente agora no verão.

Refazendo melhor os cálculos, se você me perguntar quanto
 deve levar para gastar por dia em Bariloche na alta temporada de inverno deste ano, eu te responderia o seguinte: entre 400 e 700 reais por dia. 

Se somamos 400 + 700 = 1100 podemos ter uma média  ao dividir este valor por 2, sendo o resultado 550 reais.

Concluindo, poderíamos ter uma idéia dos gastos gerais de uma viagem a Bariloche na alta temporada de inverno 2017  (passagem aérea, hotel, passeios e gastinhos em geral) por 1 pessoa que viajaría por 7 noites fazendo o seguinte cálculo: 550 x 6 = 3300 (gastos diários)+ 6000 (aéreo + hotel)= 

9300 reais no total é o que gastaria em média 1 pessoa adulta que pretende viajar em julho ou agosto a Bariloche. Importante: A devolução do imposto IVA (21%) em alojamentos para turistas estrangeiros não foi considerada nestes cálculos, leia mais sobre este assunto aqui. 

Obviamente é possível gastar menos, talvez  uns 6000 reais, mas a realidade é que Bariloche não é um destino econômico no inverno, igualmente não creio que seja o único destino de inverno que possua atividades na neve que não seja econômico. Esquiar nunca foi uma atividade barata em qualquer lugar do mundo, organizar outras atividades nas montanhas nevadas e estações tem um custo maior, seja para operar toda a estrutura ou para pagar os trabalhadores de temporada de zona fria, etc. Por outro lado, Bariloche não é só inverno, inclusive agora no verão é um destino muito buscado e freqüentado pelos turistas mochileiros (os europeus, israelitas, americanos, chilenos e argentinos são os que mais visitam a cidade) e também por pessoas que buscam organizar uma viagem mais econômica de várias maneiras (ex: se deslocam de ônibus publico, pedem carona,  acampam, se hospedam em alojamento mais simples ou ficam em albergues, fazem trilhas, alugam bicicletas, cozinham a própria comida, fazem pic nic na praia, etc). Quero dizer com isso que Bariloche não é um destino só para quem tem muito dinheiro, mas a realidade é que no inverno é mais complicado fazer uma viagem econômica como é possível no verão.

Quem veio a Bariloche no inverno do ano passado e desejar colaborar comentando aqui no blog o quanto gastou no total, será muito bem-vindo e importante para os outros leitores.

Para terminar esta longa e importante  postagem, vou repetir o que eu escrevi na postagem anterior para comunicar que no momento ainda não temos as tarifas e promoções estipuladas para o próximo inverno, neste caso peço um pouco de paciência às pessoas que me escrevem já querendo fazer as reservas dos passeios. Estou cadastrando os emails de todos que entram em contato para enviar futuramente as novidades sobre as reservas dos passeios e promoções. Se você viajará a Bariloche no meio do ano, não deixe de me enviar um email a sabrinapoinho@gmail.com solicitando receber as novidades.

Se você viajará agora no verão ou antes do inverno, também não deixe de entrar em contato comigo para agendar um atendimento na agência Bariloche Select Travel e organizar um roteiro de maneira personalizada. Seja assessorado por quem conhece Bariloche e de maneira gratuita, você somente pagará pelos passeios que reservar.



 Até a próxima postagem, prometo que será mais curta ;)



quinta-feira, 5 de janeiro de 2017

Viajar a Bariloche agora é mais barato: Devolução do imposto IVA na Argentina para turistas estrangeiros

Boa tarde, espero que tenham começado o ano com o pé direito e com muita energia positiva!

Seguindo o positivismo, a primeira postagem do ano é para dar uma boa notícia aos futuros turistas que visitarão Bariloche. Finalmente está vigente desde do dia 2 de janeiro de 2017, depois de anos só no papel, a devolução do imposto que se chama IVA (imposto ao valor agregado) aos turistas estrangeiros que visitarem a Argentina. Essa restituição é feita para quem pagar o alojamento com cartão de crédito ou débito internacional nas agências ou diretamente com o hotel.  O valor devolvido é de 21 % sobre o valor da diária do alojamento e do café-da- manhã, se o mesmo estiver dentro da tarifa. Não será necessário que o turista realize nenhum trâmite extra no aeroporto, o desconto já sairia automaticamente no cupom fiscal. Então, é só ficar ligado na hora de pagar a reserva do seu hotel! A medida é tão nova que confesso que ainda tenho algumas dúvidas sobre se a medida é válida para as compras feitas por internet em páginas como booking e decolar, por exemplo. Qualquer outra nova informação sobre esse assunto estarei atualizando aqui nesta publicação. Com certeza esta nova medida é um grande incentivo para que você escolha Bariloche como o seu próximo destino das férias!!!


Imagem do aeroporto de Bariloche (Foto: Bariloche2000)


Aproveitando esta boa notícia, aproveito para comentar que mais adiante estaremos divulgando muitas novidades e as promoções da agência para a próxima temporada de inverno. No momento ainda não temos as tarifas e promoções estipuladas para o inverno, neste caso peço um pouco de paciência às pessoas que me escrevem já querendo fazer as reservas dos passeios. Estou cadastrando os emails de todos que entram em contato para enviar futuramente as novidades sobre as reservas dos passeios e promoções. Se você viajará a Bariloche no meio do ano, não deixe de me enviar um email a sabrinapoinho@gmail.com solicitando receber as novidades.

Se você viajará agora no verão ou antes do inverno, também não deixe de entrar em contato comigo para agendar um atendimento na agência Bariloche Select Travel e organizar um roteiro de maneira personalizada. Seja assessorado por quem conhece Bariloche e de maneira gratuita, você somente pagará pelos passeios que reservar.


Espero poder encontrá-los em Bariloche neste ano!