terça-feira, 3 de novembro de 2015

Primavera e verão em Bariloche: Desfrute dos lagos e rios da região

Esta semana está fazendo dias ensolarados e perfeitos para curtir as paisagens do norte da Patagônia e como sempre digo, Bariloche não é só neve! A primavera e verão são as estações ideais para realizar passeios e atividades nos lagos e rios da região, e para a alegria dos turistas, a cidade oferece opções para todos os gostos, idades e perfis.

É possível realizar excursões clássicas e atividades mais de aventuras, inclusive recomendadas para quem nunca fez, afinal é sempre lindo experimentar e vivenciar novas experiências.

Algumas das principais opções de passeios e atividades aquáticas que podem ser realizadas em Bariloche:

Navegação a Isla Victoria e Bosque de Arrayanes:

Foto Cau Cau

A navegação mais tradicional realizada durante todo o ano, para toda a família, onde é possível conhecer a histórica Isla Victoria explorada pelos primeiros pioneiros da região e o emblemático Bosque de Arrayanes, único no mundo. Eu já tinha escrito uma postagem sobre este passeio, veja aqui.


Puerto Blest e Cascata Los Cantaros:


Foto Turisur

Conheça o primeiro trecho do Cruce Andino, navegando em direção oeste pelo Braço Blest. Nesta excursão é possível conhecer a Selva Valdiviana e caminhar por uma trilha subindo uma escadaria de madeira que vai acompanhando a Cascata Los Cantaros e chega até uma árvore que se chama Alerce, de 1500 anos. Depois se chega a Puerto Blest, navegando 5 minutos ou realizando uma trilha fácil pelo meio do bosque de meia hora. Um ônibus leva os turistas até Puerto Alegre, que está a 3 Km de Puerto Blest, onde está o lago Frias (que chama a atenção pela sua cor esverdeada pelos sedimentos arrastados pela geleira), sendo opcional realizar uma curta navegação de 20 minutos até Puerto Frias (vale a pena fazer!), por uma tarifa extra ou voltar caminhando pela trilha que tinha sido feita de ônibus,  voltando a Puerto Blest, para esperar os turistas que navegaram pelo Lago Frias.
Horário: das 10 hs às 17:45.


Veleiro “El Orgulloso”:


Navegação exclusiva de 3 horas em uma embarcação que tem capacidade para oito pessoas, incluindo os tripulantes. A saída é feita do Porto Petunia, localizado no Km 13500 da Av. Bustillo e se navega passando pelo Braço Campanario e algumas importantes ilhas do Lago Nahuel Huapi, como a Isla Huemul e a Isla Gallinas. Uma opção bacana e diferente ao tradicional, ideal para comemorar datas especiais. Inclui snacks e bebidas quentes e frias. Saídas de manha e à tarde. As saídas são feitas de acordo às condições climáticas. A ida ao porto é por conta própria.

Caiaque no Lago Gutierrez de meio dia:

Foto Cuadrante Sur

Outra boa opção para desfrutar da paisagem, realizando uma atividade de aventura que é apta para toda a família, inclusive para quem nunca realizou esta atividade. São navegados 6 Km pelo Lago Gutierrez entre as montanhas e bosques da região. Para ler mais sobre esta atividade, clique aqui.

Rafting:

FotoExtremo Sur


É possivel realizar esta atividade em diferentes níveis. Para quem não é tão radical e deseja realizar esta atividade sem tanta adrenalina, mas que nada para desfrutar dos bosques e da natureza poderá optar pelo rafting no rio Manso Inferior, que possui classe II e III. Inclui almoço. A duração total da excursão é das 10 as 19 hs. Idade a partir dos 5 anos
Para quem gosta de adrenalina, tem certo preparo físico e sabe nadar, a melhor opção é realizar o rafting no rio Manso a fronteira (com o Chile), com partida da Estância John para começar a navegar o último trecho do Rio manso, onde se encontra as correntezas mais fortes. A navegação se finaliza bem no limite de argentina e Chile. A atividade dura das 9 as 19 hs.

E todos os níveis de rafting é oferecido todo o equipamento de segurança e roupas impermeáveis, mas é sempre é importante levar uma muda de roupas, tênis, toalha e protetor solar.


Stand up rafting

FotoExtremo Sur

Uma interessante atividade que mistura rafting e surf, realizado no Rio Limay, de correntezas bem tranquilas, ideais para a prática do stand up rafting. Leia mais sobre esta excursão clicando aqui.


Aproveito esta postagem para comunicar que nos dias 28 e 29 de novembro será realizado um evento para divulgar a cidade de Bariloche como a capital do turismo aventura da Argentina. O mesmo será realizado no Complexo “Los Baqueanos” e nesta oportunidade a maioria das atividades de aventura que oferece a cidade estarão disponíveis gratuitamente para turistas e residentes (até duas atividades por pessoa), além disto, a programação inclui shows de música e dança, competências esportivas e palestras. Será possível acampar no lugar para desfrutar do fim de semana onde será realizado o evento, a diária será de 100 pesos. A entrada é livre, mas será importante colaborar levando um alimento não perecível para contribuir com a campanha da rede solidária da cidade.




Para quem estará chegando a Bariloche e desejar marcar um encontro comigo na agência para organizar um roteiro, basta entrar em contato através do email sabrinapoinho@gmail.com ou do whatsapp +5492944331745.

Vem chegando o verão e porque não conhecer Bariloche nesta época? Venha e se surpreenda!!!


Espero por vocês!



Se você gostou, compartilhe esta postagem nas redes sociais

4 comentários:

  1. Olá, Sabrina.
    Estou querendo organizar uma viagem a Bariloche com minha mãe e irmãs. Mas queremos admirar as belezas naturais sem pegar muito calor. Então, penso que o ideal seria ir no fim do verão ou na primavera. Sendo assim, gostaria de saber qual época vc indica (março/abril ou setembro/outubro) e se é possível dar uma estimativa de gastos diários por pessoa levando em conta passeios, transporte e alimentação. Pensamos em nos hospedar próximo ao Lago, por causa da vista.
    Desde já agradeço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Boa noite Raquel,

      Se você nao desejar pegar nem muito calor e nem frio, talvez o melhor seria vir em março. Igualmente aqui nunca faz um calor insurpotável, por isto o verao é bem agradável aqui, seja em janeiro ou fevereiro.

      A escolha da hospedagem é muito pessoal e depende do que cada pessoa busca, se estar em um lugar mais prático como o centro ou em um lugar mais afastado. No centro tem alguns hotéis de frente para o lago, como o Cacique Inacayal de mais categoria ou o Bariloche Flat, que é mais simples.

      É muito difícil estipular gastos para mais adiante, mas para te dar alguma idéia, atualmente que é baixa temporada, se gasta em média uns 500 reais levando em conta passeios, transporte e alimentação. Claro, pode ser mais ou menos dependendo do que cada pessoa escolha fazer.

      Mais próximo à véspera da viagem, se desejar, marcamos um encontro na agência para organizar os seus dias na cidade.

      Agente vai se falando e se preferir, me envia um email a sabrinapoinho@gmail.com

      Beijos

      Excluir
  2. Olá bian dia...
    Estou querendo ir a Bariloche entre os dias 10-17/04/2016, em comemoração aos 15 anos de minha filha. Gostaria de saber qual a estação do ano estará... E quais tipos de passeios poderemos fazer (dicas)... Agradeço desde de já...
    Flamicia Rocha

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom dia Flamicia!

      Em abril é também outono como no Brasil e ainda nao é temporada de neve. O que vocês poderiam fazer nesta época: Circuito Chico com subida ao Cerro Campanario (onde tem mirantes e confeitaria), Confeitaria giratória do Cerro otto, Cerro Catedral, onde poderia subir por um teleférico desde a base para chegar ao cume da montanha, onde tem mirantes e restaurantes. Também poderiam fazer uma navegação à Ilha Victoria e Bosque de Arrayanes, ir ao Vulcão Tronador onde está a última geleira negra, San Martin de Los Andes, Circuito Grande e El Bolson. Também é possível fazer atividades como cavalgada, tirolesa (canopy), andar de veleiro e caiaque.

      Beijos

      Excluir